VIDA SEM SENTIDO

AloneAlguns de nós vemos a vida como maçante,sem sentido e até mesmo como estúpida. Nós tentamos fazê-la melhor através de um trabalho atraente e de posses materiais tais como carros, imóveis, etc. Mas nós vemos que a situação não muda e então desesperados nós somos conduzidos à relações sexuais livres, ao abuso de drogas e a outros comportamentos que são autodestrutivos e derrota. Essa situação é descrita como Neurose Existencial.Além do principal sintoma que é a perda do sentido da vida na Neurose Existencial nós podemos sentir e outros sintomas. Estes podem ser: Queda de moral em que nós sentimos que a vida, não só nossa mas todas, é sem mérito. A desesperança, a perda de interesse na paternidade e na nossa profissão e a incapacidade de amar, também revelam que sofremos da neurose existêncial.

A capacidade de pensar, a perda da fé em Deus, a perda de pessoas queridas, o estilo de saúde ou de vida são fatores que contribuem para a neurose existencial. Também a incapacidade de escolher entre vários objetivos na vida pode contribuir para a neurose existencial. Sem um objetivo importante na vida e valores uma pessoa é devastada emocionalmente. Os valores são a essência nutricional da personalidade. Se não há nenhuma essência nutricional, ou seja os valores , então a frustração vai existir na nossa vida e cada dia nós vamos sentir menos e menos bom.

Ο sentido que as mais pessoas tomam por suas vidas é de fontes externas. Por exemplo, algumas fontes externas são a fé em Deus, o exército ou uma ideologia. Quando as pessoas acreditam nessas fontes, obtêm papéis, funções e objetivos que fazem suas vida ganharem significado. Na sociedade de consumo moderno contudo essas fontes são substituídas por outras externas e seus destinos são somente o lucro. Através de publicidade e meios de comunicação são impostos a nós uma certa maneira de pensamento e de vida. E nós os seguimos em busca de um estilo de vida do consumo falso, sucessos materiais e prestígio, ignorando a família e o nosso mundo interior, para descobrir depois de alguns anos que nada nos preenche e tudo é vaidade.

A neurose existencial pode ser confrontada com as seguintes estratégias: Aprender a reconhecer os valores fundamentais, ou seja, a educação das crianças, fazer o melhor possível para nossos talentos e nossas habilidades, respeitarmos nossos pais, encontrarmos uma profissão útil, ser fiel a um companheiro, etc.

Às vezes, olhando as situações de uma forma lógica nós podemos duvidar que os valores vão durar ou ter um valor objetivo. Então nós precisamos agir como se os valores realmente funcionassem como nós quereríamos mesmo que ainda não acreditemos nisso.

Desfrutar de cada momento da vida tanto quanto nós pudermos. Há uma tendência em nossa sociedade para desfrutar de nossas vidas depois do cumprimento de um objetivo. Em nosso esforço para atingir este objetivo nós perdemos momentos bonitos que poderíamos viver em cada dia.

Obter o significado da vida de nosso próprio. Olhar dentro de nós mesmos e, dependendo do nosso temperamento colocar nossos objetivos de vida. A mensagem que vem do nosso mundo interior é única e específica. Então, cada pessoa terá um significado diferente.

Nós devemos recusar a evitar valores tradicionais. É necessário que nós tentemos descobrir novamente nas bases da nossa família e através da fé em Deus, o sentido que pode nos orientar na vida.

Definir nossos objetivos por escrito e os mentalizar nos guirão como a bússola que orienta o barco.

Aceitar que como a comida e a água são essenciais para o corpo, os valores são necessários para nos dar um sentido significativo na vida.

A vida pode ser significativa e não nos causar desconforto. É necessário olharmos dentro de nós mesmos e viver a vida como nós a vemos. Somos responsáveis por nós mesmos, e nós podemos fazer a escolha apropriada para um futuro que vai representar-nos.

Copyright Tomyalo.com. All Rights Reserved.
This work may not be copied, reproduced, or used without written permission by the author.

Todos os direitos reservados, este trabalho não pode ser copiado, reproduzido ou usado sem permissão escrita do autor!